TELEFONE

TELEFONE

TELEFONE – DEJAVU VOL. I
Herman Torres / Júlio Barroso

São três horas da manhã, você me liga
Pra falar coisas que só a gente entende
São três horas da manhã, você me chama
Com seu papo poesia me transcende

A sua voz está tão longe ao telefone
Fale alto mesmo grite não se importe
Pra quem ama a distância não é lance
E a nossa onda de amor não há quem corte
Oh meu amor

Pode ser de São Paulo a Nova York
Ou tão lindo flutuando em nosso Rio
Ou tão longe mambeando o mar Caribe
E a nossa onde de amor não há quem corte
Oh meu amor